sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Quem é você?

Esta pergunta simples é, para muita gente, uma das mais complicadas de responder. Uma frase, uma palavra, uma história – muita coisa pode representar aquilo que você é.

Fato é que somos muito mais complexos e cheios de surpresas do que pensamos. Já até citei por aqui sobre o fardo de ser quem se é, e nem sempre a gente acredita na força que temos ou que choramos por aquela coisa tão besta.

Em inúmeras madrugadas de olhos esbugalhados em cima de um papel branco, tentei transpor com a caneta aquilo que sentia, que almejava, que me deixava puto. No fim, escrever sempre foi alívio, senão da cabeça, do coração. No fim das contas, era só eu tentando enxergar um espelho naquela folha rabiscada.

Não estou em busca da resposta para a pergunta que fiz lá em cima, mas hoje parto mais uma vez em busca de mim, em um curso de autoconhecimento.


Ficarei oito dias fora do mundo digital, fora das telas, fora do alcance das pessoas que gosto, mas dentro de mim. Estou indo conhecer uma pessoa especial, e espero gostar dela... 

2 comentários:

  1. Jéssica Lima6/9/13 2:59 PM

    Sou uma contradição, um zero contra! Amo o tão pouco que conheço de mim...

    ResponderExcluir
  2. espero que tenha gostado da pessoa que conheceu. se quiser depois conhecer minhas lamúrias, clica aí no meu link. será bem vindo!

    ResponderExcluir